domingo, 11 de julho de 2010

Eu poeta

video
Eu poeta
As palavras se recusam a sair
e titumbeia o coração apertado.
Sim! Sinto-me fora do espaço,
eu poeta, não quero ser ou estar.
Palavras marcadas perdem sentido
e não vale a pena o pranto...
Sim! sinto-me sozinho,
eu poeta, não quero e te quero.
Lúcio Vérnon.