terça-feira, 30 de março de 2010

Essências

video

Essência

Peito que titubeia em prantos,
esquece o tempo que falta,
e parte para novos delírios
de saudade plena e inerte.

Chora lágrimas cristalinas
envolvendo toda a alma
num acalanto e num sonho
que busca algo intocável.

As mãos sentem o tempo
que escorre, e imploram
uma presença improvável,
e esperada desde primordios.

Lúcio Vérnon.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Vontade

video

Vontade.

Hoje acordei com vontade de te ouvir, Sem nenhum compromisso. Vontade apenas de sentir tuas palavras, Degustar o teu verbo...

Acordei com desejo de fitar teus olhos, Olhar em silêncio, falando tudo. Desejo apenas de ver o brilho De teus olhos castanhos.

Hoje acordei com vontade de correr, Sem nenhum compromisso. Correr para próximo de ti, Me deleitar com tua presença.

Lúcio Vernon.

domingo, 21 de março de 2010

Segredo

video

Segredo.

O corpo ainda treme ao toque entorpecente. Os olhos pedem algo que a boca não atreve, Tem o mesmo medo que as mãos obedecem, Mas os pensamentos, mais soltos, imaginam...

E é segredo, mesmo que todos saibam... É segredo todo esse sentimento consciente, Que voam longe, pra tão perto sonho... - Psiu! Ainda é segredo não conte...

Arrepia ainda a pele à proximidade, O pescoço enrijece, a respiração ofega. Já até dá pra sentir o gosto do beijo Esperado, mas que ainda não vem...

E também é segredo a expectativa... Faz-se um silêncio ao se olharem, E rompem-se a timidez num abraço... - Psiu! Cale a boca também é segredo!

Lúcio Vernon.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Saudade

Saudade.
o coração entristece em saudades,
as mãos desejam tocar formas suntuosas
do corpo moreno e pele macia...
fecha os olhos e sonha de repente...
Os caminhos seguem entrelaçados...
A respiração ofega em suspiros,
no peito queima explode um desejo,
e as lágrimas imploram o reencontro.
Lúcio Vérnon.