quinta-feira, 4 de março de 2010

Saudade

Saudade.
o coração entristece em saudades,
as mãos desejam tocar formas suntuosas
do corpo moreno e pele macia...
fecha os olhos e sonha de repente...
Os caminhos seguem entrelaçados...
A respiração ofega em suspiros,
no peito queima explode um desejo,
e as lágrimas imploram o reencontro.
Lúcio Vérnon.