sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Carpete Vermelho

Carpete Vermelho

Reflexão, tristeza, justiça? Conversas na sala, silêncio às vezes? Um moleque sentado quieto; pentelho? Fixo olhar ao carpete, carpete vermelho!

Escritas, pensamentos, poemas? Ecoam outras tristezas, outras pessoas? Reflexo que passa nas sobras do espelho! Menino sentado no carpete vermelho!

Medo no corpo, corpo caído, fraco? No quarto quieto medo do sono, da noite? Formas, sombras, sonho, pesadelos? Pessoas sentadas ao carpete vermelho?!

Estrelas no céu, lua na mente? Passado já distante, perdido no tempo; Vontades esguias dos arrepiados pêlos? Solidão e frieza no carpete vermelho...

Lúcio Vérnon®