terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Respostas


E quando tudo é silêncio, vem as respostas, 
E quando tudo é mero silêncio, pode-se ver claramente, 
Quando tudo e só silêncio, o grito de minha alma sabe a verdade, 
E o que pensar de tudo o que se parece quando nada é? 

Quando tudo é silêncio aparentemente, é possível escutar, 
E quando não há mais maneiras de se fazer silêncio? 
É hora de falar? As vezes o que falamos tem poder, 
mas nem sempre querer é poder... 

E poder se torna querer? 
E como dizer absolutamente tudo quieto? 
Quando tudo é silêncio, pode-se sonhar, talvez alcançar, 
Quando tudo é silêncio, percebe-se que em tudo há uma jornada, 

A jornada sempre começa em um caminho reto, mas para onde ir? 
O silêncio é só mero som de algo que quer ser dito, mas e daí? 
Quando tudo é silêncio pode-se brandir uma espada para a luta... 
Pode-se escrever um poema brandindo o sentimento para conquista... 

Pode-se apenas imaginar como seria o amanhã, após a caminhada... 
Pode-se enganar pela imaginação temporal de um real ou ilusão inexistente. 
Quando tudo é mero silêncio a música soa mais alto, e tudo é puro. 
Quando é só silêncio existente, se torna amante, amor, paixão, pensamentos. 

Quando é tudo silêncio, as coisas apenas são, e se deixa acontecer, sem força. 
E quando todo silêncio é sem força, pode-se escutar choros, tristes, alegres... 
Quando tudo é silêncio, os Deuses é só um, são só dois, são pagãos; 
O tempo é mero acaso quieto que se deixa passar num segundo não contado, 

A vida é apenas uma crença de um mundo feliz, e seria ilusão? 
Quando tudo é silêncio os homens são simplesmente imprevisíveis. 
Quando tudo é silêncio, as ruas se enchem de pessoas que dançam, 
Quando o silêncio é tudo que há, há pessoas a observar o resto e todos. 

Quando tudo é silêncio pode-se observar as estrelas melhor, o brilho é prata. 
Quando tudo é silêncio, pode-se enfeitiçar com o brilho das pessoas, o brilho é prata. 
Quando tudo é silêncio, talvez as coisas não são o que são... 

E quando o silêncio simplesmente é tudo, o que pensar das coisas que acontecem? 
Quando o silêncio é tudo, vem as resposta, mas quais são as perguntas? 
Quando tudo é silêncio, e as ruas ficam quietas, cuidado, com o brilho das estrelas.

Lúcio Vérnon® 12/02/2008, Goiânia.