quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

No escritório...

O sono simplesmente invade onde estou, e olha que são só nove horas da manhã, acho que não dormi bem à noite, ou dormir tarde demais. Na sala ao lado o Seu João discute com um funcionário, acho que ele vai vir aqui na sala pedir carta branca para passar o cartão azul.

Na recepção o telefone não pára de tocar, ali deve ser muito, muito estressante, ouvir o mesmo som o tempo todo, falando com pessoas muito das vezes mal educadas, até mesmo porque, cliente não liga para saber como a empresa anda indo, para desejar um bom dia ou boa tarde, só ligam quando tem realmente algo acontecendo seja lá por qualquer motivo que atribua a culpa a quem fornece um serviço, então as ligações não tendem a ser amistosas, a não ser quando é alguém do próprio escritório ou da família.

No RH, até imagino, muitos até prestam um bom serviço, mas alguns... Esses, como diria na minha terra Bahia, estou “piabando” para mandar ir embora. Seria até um favor para humanidade do RH.

Acabei de atender o telefone, era só meu chefe pedindo para ir a sala dele, acho que algo aconteceu, algumas várias vezes nem é nada, só me chama geralmente para conversar sobre qualquer coisa, mas hoje sinto a merda de perto. Talvez seja só intuição errada.

Meus papéis estão na mesa esperando minha coragem chegar para cuidar de todos de uma só vez, mas ainda são só nove e dezoito da manhã, e se eu fizer agora logo após o almoço não terei mais o que fazer e com o cansaço chegando, ficará ainda mais improvável que eu continue acordado.

Nossa, todas as salas ao meu redor agora estão em absoluto silêncio, até já posso escutar as batidas de meu próprio coração. E por falar em coração, como será que está o porteiro Heidson, que aliás é meu primo e trabalha em outra cidade, fiquei sabendo que ele iria ser pai. O coitado tomou uma advertência esses dias pra trás por faltar ao serviço, queria falar com ele para tomar cuidado, afinal não será só por ele agora que terá que trabalhar.

Sinto falta de Música nesse local, gostaria muito de mudar as regras ao menos de minha sala, acho que nessa semana eu resolvo isso bem rápido, devo comprar um mp3 ou mp4 ou qualquer que seja os mp’s tanto faz só quero que saia música. E por falar em música será que devo falar já com o gerente da empresa que quer se candidatar a vereador numa outra cidade, que eu tenho uma banda disponível para a campanha dele? Por um lado seria de grande interesse da banda, e depois nosso.

Droga! A secretária ta aqui na sala me falando os memorandos de reuniões passadas para a reunião de hoje, pelo visto acho que vou me estressar um pouco, mas tudo bem, no final do dia eu melhoro quem sabe. Acho que vou mandar ela ir para a fruta que caiu...

É hora da reunião.

Lúcio Vernon França Rodrigues.